ALUNOS VISITAM ATERRO SANITÁRIO DE PATOS DE MINAS

Escrito por
Redação Finom
Publicado em
19/10/2018

   No dia 26 de Setembro de 2018, foi realizada visita técnica com os alunos de diversos períodos dos cursos de Engenharia Civil, Engenharia Mecânica e Engenharia de Produção da Faculdade FINOM de Patos de Minas, acompanhados pelo professor e coordenador do curso de Engenharia Civil, Diego Roger Borba Amaral, e também dos professores Gean Henrique Alves e Jacqueline de Souza Araújo Machado.

   A visita foi no Aterro Sanitário de Patos de Minas, com o acompanhamento da bióloga Kelly C. Andrade Amorim, responsável pela empresa Conserbras, administradora do local. Os participantes entenderam que a empresa venceu um processo licitatório municipal para gerenciar a área e seus processos.

   Foi explicado que a coleta ocorre em diferentes turnos e dias da semana nos diversos bairros de Patos de Minas e que são recolhidas aproximadamente 118 toneladas de resíduos por dia, sendo que apenas no domingo ela não é realizada.

   A bióloga Kelly informou a todos os presentes que uma das maiores dificuldades que a empresa administradora do aterro enfrenta é sobre a falta de cuidados que as pessoas e os comerciantes têm com os resíduos gerados, sendo que cada saco de lixo pode conter no máximo 30 kg de resíduos para que a coleta seja eficiente e os mesmos não se rasguem e se espalhe lixo nas ruas.

   Os alunos tiveram a oportunidade de entender todo o processo desde a chegada dos caminhões ao aterro com os resíduos, o espalhamento e a compactação por máquinas carregadeiras, a necessidade de se fazer taludes. O lixo em decomposição gera gás metano e chorume, um líquido escuro. Este é drenado por tubulação específica e é lançado por gravidade às lagoas de estabilização, sendo duas anaeróbicas e uma facultativa, que possibilitam que o líquido gerado seja tratado e lançado no corpo hídrico, com quase a sua totalidade tratada. Assim, o rio faz o restante da autodepuração.

   Todos puderam entender melhor o processo de funcionamento do aterro sanitário e também se conscientizar para que a geração de resíduos sólidos seja a mínima possível. Essa foi uma oportunidade ímpar concedida aos alunos como realização de atividades complementares.

 

Outras Notícias